Apremavi participa da 29ª edição do Programa Caiubi

maio 11, 2018 | Matas Legais, Notícias

Nos dias 07 e 08 de maio a Apremavi participou da 29ª edição do Programa Caiubi de Educação Ambiental. O programa é promovido pela Klabin em parceria com as Secretarias de Educação dos municípios de Lages, Correia Pinto e Campo Belo do Sul.

O objetivo do evento foi promover, de forma dinâmica, a conscientização dos professores sobre a importância da preservação do meio ambiente, tornando-os multiplicadores sobre o tema no ambiente escolar e, consequentemente, instigar aos alunos a serem jovens cada vez mais críticos, atuantes e conscientes de seu papel na comunidade. O evento contou com a presença de mais de 40 professores da rede municipal de Lages, Correia Pinto e Campo Belo do Sul.

Os educadores puderam usufruir de uma programação bastante diversa. No primeiro dia de curso os temas da pauta foram relacionados às áreas florestais da Klabin, além disso foram realizadas dinâmicas para desmistificação de conceitos e saberes populares acerca de serpentes sob coordenação do médico veterinário Max Raffi da empresa Sumatra. O evento proporcionou também uma conversa bem interessante com o representante da Polícia Militar Ambiental do município de Frei Rogério, que compartilhou suas principais experiências no departamento, especialmente com aves apreendidas pelo tráfico de animais silvestres, prática que segundo ele, movimenta milhões de reais no Brasil.

Leandro Casanova ministra palestra sobre o Programa Matas Legais. Foto: Arquivo Apremavi.

O Coordenador de Projetos da Apremavi, Leandro Casanova, esteve no evento apresentando o Programa Matas Legais. Para ele, a edição desse ano do Caiubi foi muito exitosa “tivemos a participação de 03 municípios da região, isso retrata muito bem as potencialidades de replicação das lições aprendidas junto as escolas”, comenta.

Além da apresentação do Programa Matas Legais, a Apremavi também coordenou um momento de diversão com o Jogo da Memória – Biodiversidade da Mata Atlântica, um jogo educativo, em tamanho A4, que contém 50 pares de espécies da Mata Atlântica.

No segundo dia do Programa Caiubi, a palestra inicial foi voltada ao Sistema de Gestão Ambiental da Klabin e na sequencia os participantes puderam fazer uma visita à fábrica da empresa. Posteriormente, os educadores colocaram, literalmente, a mão na massa com a oficina sobre reciclagem de papel e a dinâmica da cadeia alimentar.

Uma marca registrada do Caiubi é a distribuição de mudas de árvores nativas da mata atlântica que sempre cai no gosto dos participantes. As espécies escolhidas foram as frutíferas: araçá-vermelho, cereja, guabiju, pitanga e uvaia.

Durante o evento foram distribuídas mudas de árvores nativas. Foto: Arquivo Apremavi.

O destaque dessa edição foi a degustação de picolés de araçá-vermelho e butiá, ambas frutas da mata atlântica, cordialmente doadas pela SuperFrut, empresa sediada em Lages-SC.

Na oportunidade, além da seção educativa com vídeos de educação ambiental, foram distribuídos kits de materiais de educação ambiental, com livros da Apremavi, que podem servir como material de apoio aos professores.

Para encerrar a tarde e fechar o evento de forma descontraída, funcionários da Klabin conduziram os participantes do evento pela Trilha Ecológica Araucária, localizada na área pertencente à Klabin na unidade de Correia Pinto. O trajeto é dentro de um remanescente conservado de Floresta Ombrófila Mista localizado nas proximidades dos rios Tributos e Canoas.

A Apremavi já é colaboradora do Caiubi desde 2005, quando Miriam Prochnow proferiu palestra em Telêmaco Borba e conheceu de perto o programa e as atividades que a Klabin desenvolve no Paraná.

Autores: Leandro Casanova e Daiana Tânia Barth.

Pin It on Pinterest

Share This