Gestão Participativa em UCs

O objetivo do projeto foi ampliar as competências e habilidades dos diversos atores relacionados às Unidades de Conservação (UCs), como forma de incrementar e potencializar a gestão participativa nestas UCs e nos seus principais instrumentos de gestão.

A experiência deste projeto demonstrou que o trabalho voltado à Gestão Participativa de Unidades de Conservação exige muita dedicação de todos os atores envolvidos com as UC, sejam eles relacionados ao poder público ou sociedade civil.

Demonstrou ainda que não há receita pronta, mas que estratégias para a minimização dos problemas identificados devem ser buscadas junto aos diversos atores envolvidos com o tema a ser trabalhado, os quais também devem ser envolvidos na implementação das estratégias propostas.

Contribuir na gestão ambiental pública reflete a essência de nossa atuação enquanto cidadãos, e que deve buscar a construção de caminhos que respeitem a diversidade biológica, em seu mais amplo sentido.

O projeto teve duração de 1 ano (Fevereiro/2011 a Novembro/2012) e contou com a anuência do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e da Fundação de Meio Ambiente de Santa Catarina, além do apoio financeiro do Ministério do Meio Ambiente – Subprograma Projetos Demonstrativos – PDA Mata Atlântica.

Atividades desenvolvidas

 

Apoio as atividades de Elaboração do Plano de Manejo do Refugio da Vida Silvestre dos Campos de Palmas.
Capacitação dos conselhos consultivos das UCs envolvidas no projeto.

 

 

Possibilitar ao Conselho Consultivo do Parque Nacional das Araucárias a apropriação do Plano de Manejo desta UC.
Integração, socialização e troca de experiências entre os diversos atores sociais envolvidos na execução do projeto.

 

 

Auxilio ao processo de renovação do Conselho Consultivo do Parque Nacional das Araucárias.

 

Possibilitar ao Conselho Consultivo da Estação Ecológica da Mata Preta a apropriação do Plano de Ação para Conservação desta UC.

Área de atuação do projeto

 

Realizado no Parque Nacional (PARNA) das Araucárias, na Estação Ecológica (ESEC) Mata Preta, no Parque Estadual (PE) Fritz Plaumann, no Parque Estadual (PE) das Araucárias, na Floresta Nacional (FLONA) de Chapecó e no Refúgio de Vida Silvestre (REVIS) dos Campos de Palmas.

Principais resultados

Capacitação em gestão participativa dos seis (06) conselhos consultivos envolvidos no projeto;

– Renovação dos conselhos consultivos do PARNA das Araucárias e do PE das Araucárias;

– Envolvimento de 865 participantes em eventos realizados pelo projeto, dentre oficinas de capacitação, cursos, intercâmbios, reuniões e seminários;

– Contribuição com a gestão de Unidades de Conservação no Brasil por meio das experiências do projeto sistematizadas em vídeo, apostilas e livro publicados;

– Aproximação das comunidades vizinhas com os conselhos das UCs;

– Aproximação da comunidade escolar, envolvimento e capacitação de professores em temas relacionados a gestão participativa de Unidades de Conservação.

Pin It on Pinterest

Share This