Apremavi apoia manifesto contra propostas de campanha que atacam meio ambiente

Manifesto contra propostas de campanha que atacam o meio ambiente é assinado por organizações e redes, incluindo o Observatório do Clima e a Rede de ONGs da Mata Atlântica, das quais a Apremavi faz parte. Além disso, a Apremavi também é signatária do manifesto em prol do #AtivismoSim.

Rede Gestora do Corredor das Araucárias retoma ações

A Rede foi criada em 2010 e agora retoma suas ações de planejamento para os próximos três anos. A reunião de retomada das atividades da Rede Gestora do Corredor das Araucárias, dentro do escopo do Projeto Corredores de Biodiversidade, patrocinado pelo BNDES e executado pelo Mater Natura – Instituto de Estudos Ambientais foi realizada dia 9 de outubro.

Apremavi realiza Encontro com ONGs do Paraná e de Santa Catarina

A Apremavi foi sede do 1º Encontro de ONGs do Paraná e Santa Catarina com projetos apoiados pelo edital BNDES Restauração Ecológica – Foco 01/2015. O encontro foi realizado nos dias 13 e 14 de setembro de 2018, contou com a participação das ONGs Mater Natura Instituto de Estudos Ambientais, Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) e Apremavi.

Apremavi promove Seminário sobre Restauração Florestal

A Apremavi convida para o Seminário Regional de Restauração Florestal que será realizado no dia 13 de setembro de 2018 no Campus da Unidavi em Rio do Sul (SC). O seminário tem o objetivo de divulgar o projeto Restaura Alto Vale para diferentes públicos da região do Alto Vale do Itajaí e sensibilizá-los sobre a importância da conservação e restauração da Mata Atlântica em pequenas propriedades rurais.

Parque Nacional dos Campos Gerais conta com Conselho

Depois de um longo processo de mobilização da sociedade, no dia 25 de julho foi realizada a reunião de formação do Conselho do Parque Nacional dos Campos Gerais. Com cerca de 21 mil hectares de Mata Atlântica o parque fica localizado na região oeste do Paraná, abrangendo os municípios de Ponta Grossa, Castro e Carambeí, e é gerenciado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Congresso debate o futuro das RPPNs

De hoje até o dia 29 de julho acontece em Florianópolis o V Congresso Brasileiro de Reservas Particulares do Patrimônio Natural. Realizado pela Associação dos Proprietários de Reservas Particulares do Patrimônio Natural de Santa Catarina (RPPN Catarinense), com apoio da Confederação Nacional das RPPNs (CNRPPN), o evento espera reunir cerca de 300 pessoas entre proprietários e gestores de reservas, gestores públicos, ONGs, empresas, entre outros.

Visita técnica é realizada na RPPN Serra do Lucindo

No último dia 12 de julho uma equipe formada por técnicos da Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina/Canoinhas, do Instituto Federal de Santa Catarina/Canoinhas, da NPFT/UFSC e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (Flona Três Barras), visitou...

Apremavi completa 31 anos de atuação

Hoje a Apremavi completa 31 anos de dedicação à conservação da natureza e à busca da melhoria da qualidade de vida da população. Nestes anos muitos foram os projetos executados, as ações e lutas defendidas, as parcerias firmadas e os temas abordados. Apesar de algumas causas perdidas, os avanços conquistados até aqui trazem a certeza de estarmos trilhando o caminho certo.

Projeto Restaura Alto Vale no Planalto Norte

Nove municípios de Santa Catarina, pertencentes à região denominada como Planalto Norte, serão beneficiadas pelo projeto Restaura Alto Vale. No mês de junho de 2018, a equipe da Apremavi, participou de eventos e realizou reuniões para divulgar o projeto e falar sobre conservação e restauração florestal.

Apremavi participa da 29ª edição do Programa Caiubi

Nos dias 07 e 08 de maio a Apremavi participou da 29ª edição do Programa Caiubi de Educação Ambiental. O programa é promovido pela Klabin em parceria com as Secretarias de Educação dos municípios de Lages, Correia Pinto e Campo Belo do Sul. O objetivo do evento foi...

Restaura Alto Vale em Campo

O Projeto Restaura Alto Vale tem como objetivo restaurar áreas degradadas da Mata Atlântica, contribuindo com a adequação de propriedades rurais e a conservação de mananciais hídricos e da biodiversidade no Alto Vale do Itajaí.

Pin It on Pinterest

Share This