Planejamento de Propriedades e Paisagens

A Apremavi acredita que Propriedade Legal é aquela que cumpre a legislação ambiental e ao mesmo tempo é um local com qualidade de vida e opções de geração de renda de forma sustentável.

O Planejamento de Propriedades e Paisagens integra um conjunto de atividades cujo objetivo é desenvolver e oferecer know-how na proteção e recuperação de ecossistemas naturais e promover alternativas econômicas ambientalmente sustentáveis junto a proprietários rurais, prefeituras e empresas de Santa Catarina e outros estados.

Este know-how está construído pela Apremavi desde 1987 e está baseado em especial no desenvolvimento de atividades como: restauração de áreas degradadas, em especial nascentes e matas ciliares, implantação de agricultura orgânica e sistemas agroflorestais; enriquecimento ecológico de florestas secundárias; silvicultura de nativas e exóticas; turismo rural e ecológico; paisagismo; planejamento integrado de propriedades e paisagens.

Um dos exemplos é o apoio à implantação da agricultura orgânica. O trabalho foi iniciado em 1992 em duas propriedades, uma em Atalanta e outra em Rio do Sul. Posteriormente foi realizado um cadastramento das principais iniciativas de agricultura orgânica no Alto Vale e implantadas experiências em outras 6 propriedades de pequenos agricultores de Atalanta e dada assessoria a agricultores em diversos outros municípios.

A Apremavi também realiza cursos e seminários em parceria com a Epagri – Estação Experimental de Ituporanga. Os cursos para agricultores e técnicos são realizados Junto ao Viveiro Jardim das Florestas. Em 1997 foi produzido o vídeo intitulado “Agricultura Orgânica” e uma cartilha sobre o assunto.

Atualmente a Apremavi integra a Rede de Certificação Participativa Ecovida e apóia o trabalho da Associação de Agricultores Orgânicos Semente do Futuro, criada com o estímulo deste trabalho.

Mais recentemente a Apremavi começou a desenvolver o projeto LUD (Lad Use Dialogue), que tem como objetivo auxiliar na implantação de paisagens sustentáveis no Alto Vale do Itajaí.

Projetos que fazem parte desta Área Temática

Diálogo do Uso do Solo

Discutir cenários sustentáveis no longo prazo para a Mata Atlântica, levando em conta a paisagem e as diferentes formas de uso do solo.

Matas Legais

Desenvolver ações de Conservação, Educação Ambiental e Fomento Florestal, tendo como base o planejamento de propriedades e paisagens.

Matas Sociais

Contribuir para o fortalecimento econômico, ambiental e social das pequenas e médias propriedades rurais.

Pensou em fazer o planejamento da sua propriedade e não sabe por onde começar?
Entre em contato com a Apremavi.

Pin It on Pinterest

Share This