Apremavi inicia projeto Restaura Alto Vale

fev 8, 2018 | Notícias, Restaura Alto Vale

Restaura Alto Vale é o mais novo projeto da Apremavi. Iniciado em janeiro de 2018 tem como objetivo restaurar áreas degradadas da Mata Atlântica, contribuindo com a adequação de propriedades rurais e a conservação de mananciais hídricos e da biodiversidade no Alto Vale do Itajaí.

O Restaura Alto Vale é uma ótima oportunidade para o agricultor familiar recuperar as áreas de preservação permanente de sua propriedade e adequar-se a legislação ambiental. O projeto conta com o patrocínio do BNDES e tem como parceiros a AMAVI, a UNIDAVI, a EPAGRI, a Prefeitura Municipal de Atalanta e o ICMBio, assim como vários outros atores locais.

Time de parceiros do projeto Restaura Alto Vale. Foto: Arquivo Apremavi.

As atividades práticas já começaram

Durante o mês de janeiro uma equipe de técnicos e viveristas da Apremavi, com apoio do consultor Beto Mesquita, visitou três (03) viveiros no Estado de São Paulo. As visitas serviram para buscar conhecimento e novas tecnologias que podem auxiliar na modernização do processo de produção de mudas nativas do Viveiro Jardim das Florestas.

Já no dia 1º de fevereiro, a equipe da Apremavi participou do “Seminário interno sobre Produção de Mudas e Restauração Florestal” para conversar sobre o conhecimento adquirido pela Apremavi ao longo dos seus 30 anos de experiência e aprofundar o debate a cerca das inovações que devem vir a ser adotadas nos próximos anos.

Beto Mesquita, que também acompanhou o seminário na Apremavi, comenta que para ele foi uma oportunidade única participar deste momento tão importante para a instituição. “Há 30 anos a Apremavi realiza um trabalho fantástico pela proteção e restauração da Mata Atlântica. Raras são as organizações que após três décadas de lutas e resultados se mantêm pujantes e olhando para o futuro. Pouquíssimas tem a estrutura sólida que eles têm. Estou tendo o privilégio de colaborar com este momento, ajudando a planejar as inovações que farão a diferença no Viveiro Jardim da Floresta e nos projetos de restauração que eles executam“, disse Beto.

A reunião técnica de lançamento do projeto ocorreu no dia 06 de fevereiro, no Centro Ambiental Jardim das Florestas em Atalanta (SC) e contou com a presença dos parceiros do projeto.

Para Miriam Prochnow, presidente da Apremavi, todas as atividades executadas no âmbito do projeto até aqui são de muito aprendizado e integração. “Tenho certeza que os próximos passos serão decisivos para ampliar agenda da restauração no Alto Vale do Itajaí e em Santa Catarina“, comentou.

Como fazer parte do projeto?

A Apremavi já possui um cadastro inicial com uma lista de propriedades que serão as parceiras deste projeto. Entretanto poderemos ampliar nosso cadastro e, por isso, solicitamos que todos os agricultores interessados em participar do projeto entrem em contato da seguinte forma:

  • Comunicando interesse a um agente da Epagri ou da Secretaria de Agricultura do seu município; ou,
  • Diretamente com a Apremavi pelos telefones (47) 3521-0326 e 3535-0119 ou pelo e-mail: info@apremavi.org.br

Entenda o projeto

O Projeto Restaura Alto Vale, que será executado de 2018 a 2020,  tem como objetivo restaurar áreas degradadas da Mata Atlântica, contribuindo com a adequação de propriedades rurais e a conservação de mananciais hídricos e da biodiversidade no Alto Vale do Itajaí.

Tem o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, tendo sido aprovado no edital BNDES Restauração Ecológica – Foco 01/2015.  O edital tem como objetivo propiciar o aumento da cobertura vegetal com espécies nativas, além de fortalecer a estrutura técnica e de gestão da cadeia produtiva do setor de Restauração Ecológica no Brasil.

O público beneficiário são agricultores familiares, que tenham propriedades com tamanho de até quatro módulos fiscais. A região prioritária será o Alto Vale do Itajaí, mas existe a possibilidade de atuação também no Médio Vale do Itajaí e Planalto Norte de Santa Catarina. Para estarem aptas a receber apoio do projeto, as propriedades deverão estar cadastradas no Cadastro Ambiental Rural, o CAR.

O Restaura Alto Vale é uma ótima oportunidade para o agricultor familiar recuperar as áreas de preservação permanente de sua propriedade e adequar-se a legislação ambiental.

Para saber sobre o projeto clique aqui.

Restauração de áreas degradadas é o objetivo principal do Restaura Alto Vale. Foto: Arquivo Apremavi.

Autoras: Carolina Schäffer e Edilaine Dick.

Pin It on Pinterest

Share This